Fábio Dias
16/05/2019
Garça 

Saiba como identificar a desidratação, que pode provocar internação

Os sintomas incluem sede exagerada, olhos fundos, boca e pele secas, ausência de lágrimas e diminuição do suor, entre outros

Anúncio

Se engana quem pensa que a desidratação é apenas uma condição que ataca no calor. Durante as estações mais frias, muita gente se esquece de beber água adequadamente. “A desidratação ocorre quando a perda de água corporal não é reposta”, explica o médico Alysson Moraes Souza.

A ingestão insuficiente de líquidos, transpiração excessiva causada por exercícios físicos, calor ou febre podem causar desidratação, assim como vômito, diarreia e diuréticos.

Os sintomas são sede exagerada, olhos fundos, boca e pele secas, ausência de lágrimas e diminuição do suor. Nos bebês, os sinais são a moleira afundada e irritabilidade, além da diminuição da urina. Dor de cabeça, sonolência, tonturas, fraqueza, cansaço e aumento da frequência cardíaca também podem estar associados a episódios de desidratação.

Nos casos mais graves podem aparecer outros sintomas, como diminuição da pressão, convulsões e choque, que, sem tratamento, podem levar até a morte. A desidratação pode ocorrer em qualquer idade, porém em crianças e idosos, pode evoluir gravemente. Nestes casos, a intervenção médica é indispensável.

Alguns fatores contribuem para as crianças serem mais suscetíveis à desidratação. Entre eles está a ocorrência de doenças que provocam diarreia e vômitos. “Crianças menores acometidas por estes males sofrem uma grande perda de líquido. Além disso, não costumam ingerir muito líquido por conta própria, o que agrava a situação”, afirma gastroenterologista pediátrico Leonardo Camargo.

 

 

Confira dicas para prevenir a desidratação

– Ingerir pelo menos 2 litros de água ou outros líquidos, como sucos, por dia. No caso de crianças ou idosos, sempre verificar se estão ingerindo água.

– Não praticar exercícios físicos nas horas mais quentes do dia.

– Usar roupas leves, para diminuir a perda de líquido pelo suor.

– Como a diarreia é uma causa importante de desidratação, certifique-se de que os alimentos consumidos foram bem lavados e preparados adequadamente. Alimentar-se corretamente, com alimentos leves e saudáveis, é fundamental.

– No caso do aumento das perdas de líquido (como na diarreia) a ingestão de líquidos, como água, sucos naturais e água de coco, é importante. O soro caseiro também é uma boa opção – composto de 1 litro de água filtrada ou fervida, uma colher rasa de chá de sal e duas colheres rasas de sopa de açúcar. Outra possibilidade é usar o soro para hidratação, disponibilizado em unidades básicas de saúde e farmácias.


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.