Fábio Dias
21/02/2020
Garça ACIG 

Amanhã lojas do comércio garcense fecham as portas ao meio dia

Amanhã, dia 22 fevereiro, quarto sábado do mês, o comércio garcense ficará de portas abertas até o meio dia e embora o período não seja marcado por muito movimento, os produtos carnavalescos devem movimentar alguns segmentos.

Anúncio


Amanhã, dia 22 fevereiro, quarto sábado do mês, o comércio garcense ficará de portas abertas até o meio dia e embora o período não seja marcado por muito movimento, os produtos carnavalescos devem movimentar alguns segmentos. De acordo como gerente da Associação Comercial e Industrial de Garça – ACIG -, Fábio Dias, ainda que de forma tímida a cidade realizará alguns eventos voltados para o Carnaval (matinês em alguns clubes, festas em escolas e recantos familiares), o que deve movimentar a venda de produtos específicos.

“Mesmo não tendo uma tradição carnavalesca, nossas lojas se prepararam para atender o consumidor de Garça e região que procura por produtos do gênero. Numa volta rápida pela cidade é possível ver vitrines decoradas com roupas e acessórios próprios para as festas. Também teremos algumas matinês em clubes locais e tudo isso alavanca as vendas, já que todos procurar utilizar um símbolo da festa, quer seja uma roupa/fantasia, um acessório, uma maquiagem”, falou Dias, acreditando que amanhã o comércio pode registrar um aumento de movimento.

De acordo com o gerente, nesse momento é hora de reinventar, de recriar e os empresários/comerciantes devem aproveitar esse consumidor específico e oferecer outros produtos.

“É o momento de conquistar o consumidor, realizar promoções, facilidade nos pagamentos, descontos. Tudo isso conquista e leva o consumidor a comprar”, falou ele.

O presidente da Acig, João Francisco Galhardo, também apontou que o Carnaval não é um dos principais atrativos da cidade, mas as expectativas de um acréscimo nas vendas existe.

“Como colocou o Fábio Dias, Garça não tem uma tradição carnavalesca, mas o próprio funcionamento do comércio, em horário diferenciado, chama a atenção do consumidor que sai às compras. Como já colocamos, o mês de fevereiro é um divisor para a economia, no que tange ao movimento do comércio. Somente depois do carnaval é que começamos de fato a fazer as projeções. A maior parte das vendas, neste período, se concentra no comércio de material escolar, com a volta às aulas. Em outros centros o Carnaval também é um ponto que converge em aumento de vendas, mas acreditamos que, mesmo sem tradição, as vendas aumentarão no comércio da cidade”, falou Galhardo.

De acordo com o presidente, outro fator que deve somar as vendas são as promoções que muitos lojistas realizam, principalmente no segmento de roupas e calçados, que já visam a coleção da nova estação. 

Vale salientar que o setor supermercadista funciona em horário diferenciado e não segue o acordo firmado com os demais empresários.


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.