Fábio Dias
31/03/2020
Garça 

Garça implantará leitos em tendas na Upa para atender epidemia


Seguindo exemplo de várias cidades do estado de São Paulo, a Prefeitura de Garça anunciou nas últimas horas a ampliação da estrutura de atendimento emergencial como ação de combate ao coronavírus.

Anúncio

Seguindo exemplo de várias cidades do estado de São Paulo, a Prefeitura de Garça anunciou nas últimas horas a ampliação da estrutura de atendimento emergencial como ação de combate ao coronavírus. Em parceria com a Associação Hospitalar Beneficente do Brasil (AHBB) – responsável pela gestão dos serviços de baixa complexidade e do Hospital São Lucas -, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizará novos leitos para caso seja necessário atender um número grande de pessoas com sintomas da doença ao mesmo tempo, antevendo uma possível sobrecarga do sistema atual. 

Uma estrutura com tendas começa a ser montada nos fundos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que desta forma terá mais oito leitos ambulatoriais, visando atender exclusivamente os pacientes sintomáticos para o coronavírus. Além disso a direção da AHBB está concluindo adaptações nos quartos da antiga área da maternidade, que estão sendo transformados em leitos especialmente equipados para receber os pacientes que exigem atenção especial. Médicos que já atuam na atenção básica serão remanejados para dar suporte a essa nova estrutura. 

“Estamos ampliando a capacidade de atendimento, triagem e consultas médicas dentro da UPA para casos respiratórios”, explica o prefeito João Carlos dos Santos, salientando que o espaço, que entrará em operação nos próximos dias, não será um hospital de campanha. “Será uma área de atendimento anexa à Unidade que atenderá exclusivamente os casos que exigem atenção da urgência e emergência”, complementa. 

O objetivo da medida é preventiva, e ampara-se na oferta da capacidade máximo de atendimento que o município pode oferecer. Essenciais para evitar complicações mais graves com o aumento esperado dos casos de covid-19, a ampliação da capacidade da rede de saúde é um esforço visto em todos os países engajados em combater a pandemia. A decisão de montar essa unidade de retaguarda partiu da gestão municipal ao perceber a necessidade urgente de instalar um local para atender possíveis demandas de pacientes com sintomas da Convid-19. “Diante da situação urgente optamos por prevenir já que não sabemos que momento ocorrerá o pico de atendimento. Assim vamos disponibilizar essa estrutura exclusiva para pacientes do coronavírus, liberando assim a porta da UPA para atender as outras necessidades que não sejam doenças respiratórias, porque a vida continua. As ocorrências de urgência e emergência não relacionadas ao coronavírus continuam chegando. E partindo do princípio que vamos conseguir atender toas as pessoas na mesma localidade quando a necessidade aumentar preparamos essa estrutura de retaguarda”, esclareceu. 

Falando especificamente do hospital, o prefeito destacou que o São Lucas já conta atualmente com dois leitos considerados semi-UTI equipados com respiradores para pacientes graves. “Mas estamos preparando uma ala com sete leitos de isolamento, dotados de equipamentos para atender uma demanda mais complexa. Além disso, outros dois leitos serão colocados à disposição para outras demandas”. 

O prefeito orienta, no entanto, que a porta de entrada o cidadão é a Unidade Básica de Saúde, e na medida do possível, as pessoas devem seguir o fluxo de atendimento visando evitar aglomerações desnecessárias. “Conforme o grau de necessidade e de atenção nós vamos estruturando os demais serviços, que é o que estamos fazendo agora. Aqueles pacientes que demandarem atendimento intensivo na alta complexidade, no caso UTIs, temos a retaguarda dos hospitais de Marília e região”. (Fonte: Jornal Mais)

 

 


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.