Fábio Dias
01/04/2020
Variedades 

Policiais militares de São Paulo já podem se vacinar contra influenza

Imunização dos agentes de Segurança Pública foi antecipada por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus

Anúncio

Desde a última segunda-feira (30), todos os policiais militares de São Paulo já podem se vacinar contra a gripe. A imunização dos agentes do sistema de Segurança Pública do Estado estava prevista para começar em 16 de abril, mas foi antecipada por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado.

“Por recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus, antecipamos a vacinação destes profissionais. Uma decisão amparada em medidas fundamentadas, assim como todas as iniciativas do Estado, com o objetivo de proteger a saúde e proteger vidas”, afirmou o Governador João Doria, na quarta-feira (25), ao anunciar a antecipação.

Todas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão atendendo mediante apresentação da identidade funcional do militar. “O policial precisa estar em dia com a sua saúde. Participarmos dessa campanha, que foi adiantada para nós, é essencial para nos fortalecer e não nos deixar adoecer nesse momento de crise, onde a população precisa de nós [PMs] na linha de frente”, diz o cabo Marcos Silva Martins Junior, que será beneficiado com a dose.

Na capital, uma parceria entre a Polícia Militar, a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) e a Secretaria de Estado da Saúde, que forneceu as doses para a vacinação, possibilitará atendimento em postos móveis instalados em unidades da PM entre os dias 31 de março e 2 de abril, entre 8h e 16h.

Ao todo, são cinco postos de vacinação para imunização dos PMs – Quartel do Comando Geral (QG) da Polícia Militar, sede da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), Escola de Educação Física da Polícia Militar (EEFPM), Escola Superior de Soldados (ESSd) e o Presídio Romão Gomes.


COVID-19

Em meio à pandemia do novo coronavírus (causador da doença COVID-19) no Brasil, o Ministério da Saúde antecipou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que normalmente acontece no mês de abril, como estratégia para diminuir a quantidade de pessoas com gripe. A vacina não imuniza contra a COVID-19, mas reduz o número de pessoas com sintomas respiratórios nos próximos meses.

 


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.