Fábio Dias
04/02/2021
Garça 

João Carlos estuda liberar abertura excepcional do comércio nesta sexta e sábado

João Carlos acessou com essa possibilidade ao receber solicitação feita pela Associação Comercial e Industrial (Acig).

Anúncio

O prefeito de Garça, João Carlos dos Santos, estuda permitir a abertura normal de estabelecimento com atividades não essenciais nesta sexta-feira (05) e também no sábado (06). Ele acenou com essa possiblidade na manhã desta quarta-feira, em resposta a uma solicitação feita pela Associação Comercial de Garça (Acig) durante entrevista coletiva à imprensa. Participando remotamente do encontro, o gerente da entidade, Fábio Dias, embasou seu pedido no fato de que se trata do primeiro sábado mês, data de grande movimentação e considerada fundamental para o fomento do comércio.

Para o representante dos comerciantes, a abertura seria uma forma de minimizar os prejuízos que os lojistas estão contabilizando nesse período de pandemia. “Nós pedimos que o comércio possa abrir suas lojas no horário já estipulado, ou seja, na sexta das 9 às 17 e no sábado das 9 às 14. Em contrapartida, a Associação Comercial juntamente com os comerciantes promete se unir para que todas as medidas sanitárias sejam seguidas à risca, como uso de máscara e álcool gel, e especialmente no tocante a capacidade de pessoas que devem permanecer nos estabelecimentos”, argumentou Dias.

“Queremos que todos trabalhem respeitando as normas e com segurança”, acrescentou o gerente. Segundo ele, outro motivo para a abertura do comércio nesses dois dias seria evitar que os consumidores se desloquem para Marília, que mantém seu comércio aberto normalmente.

Por sua vez, o chefe do Executivo prometeu analisar o assunto com autoridades sanitárias do município a dar uma posição até o final da tarde desta quinta-feira. Ressaltou que embora esteja sensível com a solicitação dos empresários, sua decisão não pode ser embasada apenas no seu desejo de amparar os comerciantes. Segundo João Carlos, os indicadores de saúde contra indicam qualquer tipo de flexibilização nesse momento, o que também iria ferir o decreto Estadual da quarentena, colocando o município sob risco de sansões. No entanto, o prefeito colocou uma luz no fim do túnel ao dizer que vai estudar a questão, não descartando de imediato a possiblidade de uma abertura excepcional para esses dois dias, dentro do limite que a lei impõe na Fase Vermelha.

“Vamos fazer uma análise minuciosa considerando o momento da pandemia, os indicadores de saúde, os decretos do Governo do Estado, e dar um peso maior para a demanda e a necessidade do comércio. Vamos analisar todos esses itens que relacionei e me comprometo dar uma resposta a essa questão até a tarde desta quinta-feira, levando em conta a necessidade do comércio”, declarou João Carlos. “Quero deixar claro que temos compromisso e respeito as legislações. Não adianta eu vir a público e falar algo politicamente para agradar e dois dias depois ter que voltar atrás por estar com ação de improbidade ou mesmo multa pessoal”, discursou o prefeito, se referindo aos frequentes pedidos para que o comércio volte a funcionar normalmente mesmo na fase vermelha do Plano SP.

Texto e foto: Garça em Foco


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.