Fábio Dias
22/07/2021
Garça ACIG 

ACIG orienta sobre pedágio no distrito de Jafa

As dúvidas são muitas e as respostas poucas. Informações extraoficiais dão conta de que neste final de semana deve entrar em funcionamento a praça de pedágio instalada na altura do distrito de Jafa (km 425+ 700 metros).

As dúvidas são muitas e as respostas poucas. Informações extraoficiais dão conta de que neste final de semana deve entrar em funcionamento a praça de pedágio instalada na altura do distrito de Jafa (km 425+ 700 metros). Progressivamente, a Concessionária Eixo SP vem iniciando a operação de suas praças de pedágio instaladas ao longo da SP 294 (Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros), estrada que interliga Garça ao Centro do Estado e ao Oeste Paulista. Entre os muitos questionamentos estão: o valor do pedágio; o custo da viagem para aqueles que diariamente fazem o trajeto Garça/Marilia e vice-versa; o custo da viagem para os estudantes que também, diariamente, fazem o trajeto para poderem estudar. 

Conforme colocado pela Associação Comercial e Industrial de Garça – Acig até esta quarta-feira, 21, nem a Concessionária Eixo SP, nem a Agência de Transporte do Estado de São Paulo – ARTESP se posicionaram oficialmente sobre o assunto, o que pode acontecer entre hoje e amanhã.

“Ficamos apreensivos e em busca de informações. Algumas praças começaram a funcionar no último dia 15 e todas as nossas expectativas se voltam para essa praça no distrito de Jafa. O que sabemos de forma extraoficial é que o valor para veículo de passeio estaria fixado em R$ 8,80, mas existe um esquema de desconto que deve ser melhor esclarecido”, disse o gerente da Acig, Fábio Dias.

Segundo o gerente, de acordo com o previsto em contrato, pela primeira vez no Brasil, motoristas que viajam pelas rodovias sob gestão da Eixo SP Concessionária de Rodovias terão descontos por uso contínuo. O Desconto de Usuário Frequente (DUF) é a tecnologia que entrará em funcionamento também nas praças em operação desde o início da concessão, em Jaú, Dois Córregos, Brotas, Itirapina e Rio Claro.

A inovação está integrada às operadoras do sistema eletrônico de pagamento de pedágio. 

“Na prática, o desconto para veículos de passeio (categoria 1) começa a contar a partir da segunda passagem realizada na mesma praça de pedágio, no mesmo sentido de fluxo e dentro de um mesmo mês calendário. A redução progressiva ocorre até a 30ª viagem no mês, conforme percentual fixo de redução em relação à tarifa cobrada na viagem anterior, até atingir a tarifa mínima determinada para a Praça de Pedágio, dentro de um mesmo mês”, explicou o gerente.

A partir da 31ª viagem no mês, a tarifa mínima será cobrada em todas as viagens adicionais até o final do respectivo mês.  

Conforme explicou Dias, os valores serão descontados automaticamente para o pagamento da fatura enviada pela operadora da tag instalada no veículo. Os usuários de qualquer categoria de veículo, que utilizam as pistas automáticas com as tags nas rodovias da Eixo SP, têm 5% de desconto no pagamento das tarifas. O benefício de 5% para veículos na categoria 1 é válido na primeira passagem no mês calendário. A partir da segunda passagem, ocorre a inclusão automática no sistema DUF. Todas as praças de pedágio contam também com lombadas eletrônicas nas pistas automáticas e mistas. A velocidade estabelecida na região que abrange as praças é de 40 km/h.   

O repasse do Imposto Sobre Serviços (ISS) pela operação das praças, além da operação nos 62 municípios, prevê a injeção de R$ 2 bilhões ao longo da concessão aos cofres das prefeituras.

Vale lembrar que na madrugada de quinta-feira (15), a cobrança começou nas praças instaladas em Parapuã (Km 551 + 500 metros) e Inúbia Paulista (Km 581 + 700 metros). No dia anterior, no Diário Oficial do Estado, a Secretaria Estadual de Logística e Transportes publicou autorização para que começasse a cobrança.  


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.