Fábio Dias
03/12/2021
Garça ACIG 

Garça registra queda de 41,66% na criação de vagas no emprego formal em outubro

Depois de cinco meses registrando saldo positivo de vagas no mercado formal de empregos, no mês de outubro Garça apresentou uma queda nos números em relação a setembro.

Depois de cinco meses registrando saldo positivo de vagas no mercado formal de empregos, no mês de outubro Garça apresentou uma queda nos números em relação a setembro. De acordo com dados Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgados em 30 de novembro, a Sentinela do Planalto apresentou queda nas contratações, nas demissões e também na geração de novos postos de trabalho. Segundo os dados, em outubro Garça contratou 281 trabalhadores com carteira assinada e demitiu 295, fechando 14 postos de trabalho. Na comparação com setembro, quando foram contratados 323 trabalhadores e demitidos 299, as admissões em outubro tiveram queda de 13% e as contratações de 1,33%. O reflexo foi sentido na geração de vagas que teve uma queda de 41,66%.

Na comparação com outubro do ano passado, o cenário fica mais negativo, uma vez que aponta uma queda de 35,99% nas contratações com carteira assinada e um aumento de 17,06% nas demissões, fechando o período com uma queda de 107,48% na geração de novas vagas. Isto porque, em outubro de 2020, os números apontam a contratação de 439 trabalhadores e a demissão de 252, ficando com salto positivo de 187 vagas.

“A recuperação da economia, que ainda estamos vivendo, acontece de forma lenta. Essa oscilação é normal. Tivemos uma sequência de cinco meses com saldo positivo de vagas. Aliás, nos 10 primeiros meses de 2021, foi a segunda vez que tivemos um saldo negativo. Foi primeiro em abril, quando perdemos 29 postos de trabalho, e agora com o fechamento de 14 vagas. Vejo, dentro desse cenário de recuperação, como algo normal”, disse o presidente da Associação Comercial e Industrial de Garça (ACIG), João Francisco Galhardo

O desempenho negativo ficou para as áreas de Serviços, Agropecuária e Indústria.


No ano

No acumulado do ano Garça tem um saldo de 593 novos postos de trabalho, um aumento de 15,59% na comparação com os 10 primeiros meses de 2020.  De janeiro a outubro deste ano foram contratados em Garça 3.466 trabalhadores com carteira assinada, enquanto 2.873 foram desligados. Já de janeiro a outubro de 2020, foram 2.996 contratações contra 2.483 desligamentos, fechando o período com o saldo de 513 novos postos de trabalho.

O Brasil gerou no mês de outubro último 253.083 empregos com carteira assinada. Conforme o levantamento, o saldo é de 2,6 milhões de novas vagas nos dez primeiros meses deste ano.  

Na avaliação do ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, o saldo positivo na criação formal de empregos é uma demonstração da recuperação formal da economia.

No mês passado, o setor de serviços gerou 144,6 mil postos de trabalho no país. No comércio, foram criadas 70,3 mil vagas. Em terceiro lugar, o setor da indústria teve saldo de 26,6 mil novos empregos.


Comentários

Nota Importante: O Portal Garça Online abre espaço para comentários em suas matérias, mas estes comentários são de inteira responsabilidade de quem os emite, e não expressam sob nenhuma circunstância a posição/opinião oficial do Portal ou qualquer de seus responsáveis em relação aos respectivos temas abordados.